Email sedfcontato@gmail.com
Telefone (61) 3273 0307

SindEnfermeiro apura denuncia de irregularidades no Hospital São Mateus

Atualizado em 24, setembro 2018 - 2:51:02

Texto: Marcelo Tobias

Fotos: Fernanda Ferreira

Edição de Imagens: Pedro Vinícius Lima

O SindEnfermeiro esteve na última quarta-feira (12) no Hospital São Mateus, para apurar denúncias de que os enfermeiros da instituição estavam com o salário, ticket alimentação e vale-transporte atrasados há três meses. Chegando lá nos deparamos com uma situação ainda pior: os enfermeiros sequer tinham insumos básicos para realizarem procedimentos de baixa complexidade, além disso, o local para repouso e a copa para alimentação eram no mesmo espaço.

Segundo o diretor da instituição, Ricardo Rocha, o atraso no pagamento se deu porque a Secretaria de Saúde não efetuou o repasse da verba do convênio que existe entre o hospital e SES. No entanto, só esse ano, a Secretaria de Saúde repassou mais de 10 milhões de reais à instituição. Vale ressaltar que a receita do hospital não depende apenas do convênio com a SES-DF.

Ricardo também afirmou que ele e os médicos estão com os salários atrasados há um mês.  Além disso, e local para o repouso dos médicos possui uma estrutura totalmente diferente do local se repouso dos enfermeiros. Os médicos têm frigobar, ar-condicionado, banheiro privativo, filtro de água e televisão. O que demonstra um tratamento nada isonômico entre as categorias.

Para presidente do SindEnfermeiro, Dayse Amarílio, a situação enfrentada pelos enfermeiros é inadmissível, “Isso só traduz o que os trabalhadores da rede privada têm passado há muitos anos, não apenas no DF, mas em todo o Brasil. Um tratamento que não condiz com a importância desse profissional dentro do reflexo da assistência prestada”, afirmou Dayse.

“As instituições de enfermagem precisam se unir, se posicionar e representar esses trabalhadores. Essas situações que os enfermeiros passam, também têm um viés político. Pois as leis que serviriam para ampará-los não são aprovadas, já que existe um grande lobby nos espaços de governo”, ressaltou Dayse Amarílio.

A situação enfrentada pelos enfermeiros e técnicos tem causado absenteísmo enorme, já que os trabalhadores não recebem sequer o vale-transporte. Diante de toda essa situação, o departamento jurídico do sindicato denunciou os fatos à Delegacia e a Secretaria do Trabalho, e também para o Ministério Público do Trabalho.

O prazo dado pelo SindEnfermeiro para que o São Mateus pague os enfermeiros é até a segunda-feira (17), se isso não acontecer, nós entraremos  com uma ação judicial pedindo o pagamento imediato.